Feche os olhos. Pense na sua cidade preferida ou algum lugar que você adoraria conhecer. Agora, pense naquela comida que você ama de paixão. Provavelmente, sem querer você soltou um sorriso tímido no canto da boca enquanto tinha estas duas visões. Não tem jeito, comer e viajar são coisas que mexem conosco. E tem coisa melhor do que juntar estas duas paixões em uma viagem gastronômica?

O que é uma viagem gastronômica

Em termos gerais, uma viagem gastronômica significa se deslocar com o objetivo de explorar a oferta gastronômica do destino, seja ele longe ou perto. Mas isto não é novidade, explorar a culinária e os prazeres da mesa sempre esteve associado a momentos de lazer, mas neste tipo de viagem, a experiência culinária deixa de ser somente um complemento para se tornar em muitos casos a motivação principal na escolha de um destino e na maneira de explorá-lo.

O Turismo Gastronômico é composto por atividades que proporcionam experiências de consumo e apreciação de comidas e bebidas, apresentadas de tal maneira que valorizam a história, a cultura e o meio ambiente de determinada região.

Food’n Road

Por que fazer uma viagem gastronômica?

O que queremos destacar é que, na prática quando juntamos viagem com gastronomia, existe todo um conjunto de experiências e aprendizados sobre a história, tradições, meio-ambiente e cultura local que vão além do paladar. Perceber isto é transformador! Para nós viajantes e para o destino. 

O melhor de tudo é que é uma maneira democrática e flexível de viajar. Atualmente, existem ofertas de produtos e experiências que cabem no bolso e gosto dos mais diferentes tipos de viajantes. 

Comida e viagem, uma experiência que a gente nunca esquece

Em uma viagem, queremos ter experiências diferentes do nosso cotidiano. Estas experiências se tornam marcantes quando você consegue se conectar com elas. É justamente aí que entra a comida.

O vínculo com a comida é linguagem universal, afinal, não importa a sua cultura ou de onde você veio, a comida com certeza faz parte da sua história. É por isso que toda lembrança de viagem vêm sempre acompanhada de um sabor. 

A experiência gastronômica vale para todos

Engana-se quem pensa que este tipo de viagem é só para quem gosta (e pode) comer em restaurantes estrelados, ou então, visitar as vinícolas da Europa. A indústria de turismo gastronômico é criativa e antenada nos interesses dos viajantes. Hoje em dia, você pode facilmente explorar uma cultura gastronômica de diversas maneiras: no campo ou na cidade, de forma individual ou em grupos, com requinte, com aventura. Têm para todos os bolsos e gostos.

Não podemos deixar de mencionar que a tecnologia tem ajudado muito aqueles que buscam experiências gastronômicas durante uma viagem. Com o avanço da internet é possível encontrar com facilidade avaliações de restaurantes, tradução de menus, guias independentes, plataformas para jantar em casa de pessoas locais e muito mais.

Confira: Sites e aplicativos que todo viajante gastronômico precisa conhecer

Por exemplo, que tal na sua próxima viagem incluir uma aula de culinária? Além de se divertir enquanto aprende pratos tradicionais, poderá depois cozinhar estes pratos em casa para relembrar da viagem e até mesmo compartilhar a experiência com amigos e familiares.

Quer mais ideias? Dá só uma olhada em nossa lista com alguns exemplos do que fazer em uma viagem culinária.

Atividades do Turismo Gastronômico:

  • Fazer um tour para experimentar comidas de rua;
  • Degustação de pratos e bebidas locais;
  • Seguir rotas de produtos de determinada região (ex. Viajar pela Rota do Café);
  • Comer em restaurantes tradicionais;
  • Compartilhar refeições com pessoas locais;
  • Participar de eventos e festivais gastronômicos;
  • Visitar Feiras e Mercados Locais;
  • Aprender sobre a produção de um alimento, visitando fazendas e produtores artesanais;
  • Participar de aulas de culinária;
  • Visitar exposições que explicam a história da culinária local;
  • Expedições Gastronômicas com chefs e especialistas.

Você pode incluir algumas destas atividades em sua viagem de maneira independente ou através de agências. Inclusive, existem muitas agências dedicadas a este tipo de turismo que organizam expedições gastronômicas de imersão. Imagina só que delícia de viagem?

Como fazer uma viagem gastronômica

Para extrair todo o potencial deste tipo de viagem existe um segredo: Curiosidade!

Procure entender não só o que as pessoas comem, mas por que comem de uma maneira ou outra, quais são os ingredientes locais, qual a história por trás da comida que preparam. Pergunte, interaja e sorria.

Ir além do prato faz a diferença!

Você vai perceber que estará conhecendo muito mais sobre a cultura local e o melhor, diretamente com os moradores, trocando informações, experimentando novos sabores, se divertindo.

Algo que sempre nos surpreende, por exemplo, é perceber as semelhanças entre a gastronomia de países distantes ou pensar como esses ingredientes chegaram nesses países e são usados de maneiras diferentes. Por exemplo, já parou para pensar como a pimenta é tão importante para a culinária asiática sendo que ela é nativa da América? A cada viagem, uma nova descoberta!

A viagem gastronômica é muito mais do que viajar para comer

Podemos aprender muito em uma viagem como esta, conhecer pessoas com realidades diferente das que vivemos, enxergar outros estilos de vida, e incentivar a preservação das tradições e costumes.

Ao dividir a mesa com pessoas locais, escutar suas histórias e conversar sobre pratos típicos, você se sentirá como parte do destino e passará a valorizar aspectos que antes eram totalmente desconhecidos. 

Na sua próxima viagem, procure entender sobre o destino explorando a gastronomia local e tenho certeza que você jamais se esquecerá desta experiência.

Conte conosco para a sua jornada gastronômica e boa viagem!

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments