Viagem

Turismo de Base Comunitária, uma experiência imersiva de viagem

anfitrião local dirigindo um barco no rio Mekong durante um turismo de base comunitário no Vietnã

Uma das grandes motivações de viajar é viver novas experiências. Agora, imagine ir além… e fazer uma viagem imersiva para conhecer de perto um cotidiano com tradições totalmente diferentes da sua, dialogar com as pessoas locais e ainda contribuir para o destino de maneira positiva? 

Este tipo de vivência é exatamente o que propõe o Turismo de Base Comunitária (TBC), um modelo de turismo que é desenvolvido por comunidades locais para seus visitantes. 

A ideia por trás desse tipo de viagem é participar de programas oferecidos a pequenos grupos para uma imersão cultural no universo da comunidade de destino. Muitas delas localizadas em lugares únicos, com lindas paisagens e muitas opções de ecoturismo.

O que é Turismo de Base Comunitária?

Basicamente, a proposta é visitar uma comunidade e não um local. As atividades que serão desenvolvidas no programa, em geral, são definidas pela própria comunidade destacando o que é relevante em sua cultura e território para compartilhar com seus visitantes.

Isto não significa que as atividades do programa se limitam ao cotidiano de onde você se hospedar, já que muitas vezes os anfitriões, geralmente moradores do local, oferecem tours apresentando as belezas do lugar, suas histórias e tradições.

Veja também: Turismo Rural, o sabor da vida campestre no seu roteiro de viagem

Atividades comuns no Turismo de Base Comunitária

As atividades que você encontra no local depende muito das características e tradições do destino, mas normalmente incluem:

  • Oficinas e workshops de artesanato: atividades que demonstram e ensinam as suas artes tradicionais;
  • Aulas de culinária: aulas que apresentam a comida típica da região ou de grupos étnicos, com muita troca de saberes sobre técnicas e ingredientes locais;
  • Homestays: se hospedar na casa de um membro da comunidade e acompanhar a rotina do anfitrião; 
  • Tours pela região: visitas acompanhadas de moradores e guias locais à lugares com importância cultural e aos atrativos turísticos da região;
  • Atividades culturais: cada grupo social tem seus ritos e crenças e isto geralmente resulta em danças, celebrações ou festivais.

Para quem é o Turismo de Base Comunitária? 

Se você é o tipo de viajante que sempre busca viver uma experiência cultural mais profunda durante suas viagens, com certeza vai se encantar pelo turismo de base comunitária.

Experiências deste tipo também estão na lista dos viajantes que se preocupam com responsabilidade social, ambiental e com os impactos das suas escolhas turísticas. Afinal, uma das diretrizes do turismo de base comunitária é priorizar as necessidades e limitações da comunidade.

Também é uma boa opção para quem busca atividades voltadas ao ecoturismo, aqui sempre vale verificar a dificuldade técnica das atividades propostas do lugar que você irá visitar. 

Por que fazer Turismo de Base Comunitária?

Para o viajante o maior benefício de fazer o Turismo de Base Comunitária é a imersão cultural tendo uma visão de como o local realmente é e não focado exclusivamente em pontos turísticos. É sobre entender as pessoas como protagonistas dos destinos.

Com esta imersão cultural, você poderá quebrar paradigmas e preconceitos que você possa ter antes de entender a realidade daquele local ou povo, ampliando esta visão às diferenças também em seu cotidiano.

Além disso, é uma maneira de ativar a economia local e contribuir para o seu desenvolvimento e empoderamento. Sem falar que apoiar esse tipo de experiência é a melhor maneira de preservar tradições e patrimônios culturais.

Como encontrar e fazer turismo de base comunitária  

Alguns países têm elaborado plataformas onde você pode encontrar experiências, também há fóruns e grupos nas redes e sociais e agências de viagens especializadas neste tipo de turismo. Aqui, destacamos duas ideias de experiências para sua próxima viagem:

Mamirauá, estado do Amazonas, Brasil

Com a administração compartilhada entre nove tribos da Reserva Mamirauá na Amazônia brasileira, a Pousada Uakari, está dentro da maior reserva de várzea do mundo e tem muitas atividades de ecoturismo, como passeios de barcos e trilhas desbravando a mata.

Comunidade Rural de Punilla, província de Córdoba, Argentina

Com características mais rurais que a Uakari, em Punilla as hospedagens são feitas parte em hotéis-fazenda administrados pela comunidade e parte em suas casas, inclui também atividades leves de ecoturismo, no entanto seu foco é nas tradições do local, incluindo conversas com moradores e a culinária cordobesa. 

Trekking em SaPa, Norte do Vietnã

É possível explorar a deslumbrante região norte do Vietnã se hospedando em homestays, vivendo a cultura local e apoiando os povos de minoria étnica. Inclusive, o projeto de desenvolvimento de Turismo de base comunitária em Sa Pa foi reconhecido mundialmente.

Pronto para viajar à outra cultura? Faça turismo de Base Comunitária e viva esta experiência.

Similar Posts