Uma grande vantagem da culinária espanhola é a possibilidade de inovar sem comprometer pilares importantes de sua tradição gastronômica. Isso é possível graças a uma cultura construída através da união e compartilhamento, que valoriza a qualidade de ingredientes locais e posiciona a comida no centro das relações. Essa cultura que estou falando, é a cultura das tapas e pinchos (em basco pintxos), os famosos petiscos espanhóis.

Tapas Espanholas

A Academia Real Espanhola define tapas como uma “pequena porção de alguns alimentos servidos como acompanhamento de uma bebida”. Essas porções são equivalentes aos petiscos e aperitivos, como são chamados em outros países. 

Mesmo com pratos internacionalmente famosos, como a Paella Valenciana, a cultura de tapas é o que melhor representa a diversidade da cozinha espanhola e abre espaço para infinitas variedades de porções sem perder a sua essência por definição.

A região da Espanha mais icônica no consumo de tapas é Andaluzia. Lá, as tapas são servidas como acompanhamento de bebidas. Melhor dizendo, você pede uma bebida e recebe uma mini porção gratuita de algum preparo da casa. Já em outras regiões e em lugares mais turísticos, as tapas fazem parte de um menu mais completo e você paga por cada porção.

tapas de batatas chamada de patata brava alioli
Patatas Bravas

Pinchos e Pintxos

O pincho espanhol é originário do país Basco, onde é chamado de pintxo. Também definido pela RAE (Academia Real Espanhola), o pintxo é uma “porção de comida consumida como aperitivo, que às vezes é perfurada com um palito de dente”. Em outras palavras, os pintxos são petiscos montados, onde um palitinho (chamado de pincho) é utilizado para prender um ou mais ingredientes em uma fatia de pão, daí o termo pinchar

pintxos de tortilla
Pintxos de Tortilla

Existe também as banderillas, um tipo de pintxo onde os ingredientes são todos presos em um palito de dente sem a fatia de pão, normalmente feito com picles, peixe e azeitonas.

Hoje em dia os pintxos são encontrados em toda a Espanha, mas é ao norte do país que eles representam um pilar essencial da cultura gastronômica local. Além do País Basco, que inclui cidades como San Sebastián e Bilbao, as regiões de Navarra, Cantábria e La Rioja também são famosas pela cultura e qualidade dos pintxos.

Atenção para não confundir os pinchos (pintxos) espanhóis com os pinchos da América Latina, muito comum em países como Porto Rico e Venezuela. A versão latina é mais parecida com o pinchito, um espetinho de carne grelhada encontrado também em Andaluzia. 

banderillas e pintxos
Banderillas Espanholas

Principais diferenças entre Tapas e Pintxos

Além da definição, as tapas e pintxos se diferem em vários aspectos, como por exemplo, o uso de talheres para comer tapas, enquanto os pintxos são consumidos com as mãos e em poucas mordidas. 

Outra diferença é que ao contrário da tapa, que pode ou não ser cobrada como acompanhamento de uma bebida, o pintxo nunca é de graça e a bebida que o acompanha tampouco. 

Tapear e Picar

As Tapas e Pintxos englobam todo um movimento social gastronômico que vai além de comidas e bebidas. Este movimento é conhecido como ‘sair de tapas’, ‘tapear’ e ‘picar’ e significa sair com amigos ou familiares para comer tapas, pintxos, beber e conversar. 

Como pedir Tapas e Pintxos

Tapas

Exceto nas regiões mais tradicionais de Andaluzia, onde você recebe a tapa com a bebida, se for para algum bar de tapas em outras regiões da Espanha, você receberá um menu com as opções da casa e se sentará em um banquinho próximo ao balcão ou em mesas. As tapas combinam muito bem com cerveja, vinho ou cava.

tapas espanholas com porções de polvo e salada russa
Tapas Espanholas

Pintxos

Existem duas situações para fazer seu pedido em bares de pintxos: 

  • Pintxos frios: normalmente já estão expostos no balcão, é só você pegar um prato vazio e se servir. Caso a o garçom atrás do balcão pegar um prato e olhar para você, significa que você escolhe mas é ele quem coloca no prato.
  • Pintxos quentes: peça diretamente no balcão e você será avisado quando estiver pronto.

No País Basco, os palitinhos de dente também ajudam na hora de pagar a conta, pois eles indicam quantos pintxos você comeu.

A bebida favorita dos locais para acompanhar os pintxos é a txacolí, um vinho branco frisante. Outras bebidas populares são a cidra de maça e o zurito, como é chamado o meio copo de cerveja. 

pintxos no balcão do bar
Bar de Pintxos | © Rasmus Lerdorf via Flickr

Tradição e Liberdade

Pode se dizer que as tapas e pintxos representam uma cozinha em liberdade. Um espaço onde a tradição é valorizada sem inibir a criação. Com respeito aos ingredientes locais e sazonalidades, onde aprecia-se o que é típico mas que também conquista os mais variados comensais com qualidade, criatividade e boas conversas.

Comments are closed.