Viagem

A Rota do Café de Minas Gerais – Dicas e Roteiros

Viajar por rotas turísticas de produtos regionais já é tendência entre as atividades de turismo gastronômico mundo afora. O Brasil oferece rotas gastronômicas em todo o país, mas quando o assunto é café, Minas Gerais é destino obrigatório. 

Na rota do café de Minas Gerais, você pode visitar as fazendas produtoras, participar de atividades e experiências sensoriais de café, entender o processo de produção da colheita à moagem, e de quebra ter um gostinho da vida rural.

Turismo Rural – o sabor da vida campestre no seu roteiro de viagem

Neste guia, te ajudamos a planejar seu roteiro pelos melhores cafés do mundo.

A importância do café em Minas Gerais

O café brasileiro é uma referência mundial. O estado de Minas Gerais é o principal produtor e responsável pela maior parte da safra de cafés especiais no país. A alta qualidade de seus grãos se deve a uma combinação perfeita entre clima, altitude, solo férteis e águas puras.

Mas além da vantagem geográfica para a sua produção, o café faz parte integral do cotidiano mineiro, tomar um café quentinho e coado na hora é a melhor maneira de começar o dia ou finalizar uma refeição. 

É por isso que a Rota do Café em Minas Gerais é a melhor escolha para vivenciar experiências únicas da produção à xícara!

Como é dividida a rota do café de Minas Gerais

mapa da rota do café em minas gerais

A rota do café em MG pode ser dividida em quatro regiões principais, sendo três regiões produtoras e Belo Horizonte como pólo comercial do café:

  • Sul de Minas: região dos cafés especiais com a melhor estrutura turística, tem até passeio de balão pelos cafezais;
  • Cerrado Mineiro: a primeira região produtora de café demarcada no Brasil, mas a estrutura para turismo cafeeiro ainda não é muito forte;
  • Região da Zona da Mata: região de produção familiar e artesanal. A Zona da Mata é o destino perfeito para combinar turismo de aventura com o cafeeiro (o Pico da Bandeira fica logo ali);
  • Belo Horizonte: é o pólo comercial e urbano do café no estado.

Como explorar as rotas do café em Minas Gerais

O estado de Minas Gerais é bem extenso, por isso aconselhamos que cada uma dessas regiões seja explorada em viagens com roteiros de 2 a 3 dias.

Quando ir?

A melhor época para viajar pela rota do café mineiro é entre Maio e Agosto. Além de ser época de safra em Minas Gerais, são meses com pouca chuva, condição indicada para fazer turismo rural e de aventura.

Como chegar e se locomover?

Aeroportos mais próximos de cada região da rota:

  • Sul de Minas: Aeroporto de Guarulhos/SP
  • Cerrado de Minas: Aeroporto de Uberlândia
  • Matas de Minas: Aeroporto de Vitória, Espírito Santo 
  • Belo Horizonte: Aeroporto de Belo Horizonte

A maneira mais conveniente para explorar as regiões produtoras de café é de carro. Se precisar alugar um carro, nossa dica é pesquisar na Rentcars que simula os preços das principais locadoras da região.

Se preferir, você pode ir de ônibus, saindo de Belo Horizonte ou das principais cidades de Minas Gerais e estados vizinhos. Confira itinerários reserva passagens de ônibus.

Importante: Agende sua visita!

Para fazer turismo de café em Minas Gerais é importante reservar as visitas e passeios com antecedência. Cada região conta com agências receptivas e operadores de turismo que possuem tours e parcerias com as fazendas, inclusive com veículos 4×4, além de oferecer passeios de ecoturismo pela região.

Rota do Café: Sul de Minas

grãos de café bourbon amarelo em uma plantação na rota de café do sul de Minas Gerais
Plantação de Bourbon Amarelo | © Sidney Almeida

São Lourenço e Carmo de Minas

A cidade de São Lourenço já é bem turística por estar localizada no Circuito das Águas e fazer parte da Estrada Real, a maior rota turística do Brasil. Mas além das águas termais, é um destino ideal para quem ama café. 

Experiências de Café – O que fazer em São Lourenço 

  • Rota do Café Especial: programa criado pela Unique Cafés que oferece uma imersão nos cafés de São Lourenço e Carmo de Minas com visitas guiadas às fazendas produtoras, passeios de balão sob as plantações, vivências na prática em todo o processo produtivo, spa com cafés, e muito mais.
  • Cafeteria Unique: especializada em cafés especiais e eleita uma das 20 melhores cafeterias do Brasil.
  • Carmo Coffees: experiência sensorial para degustar os melhores cafés da região.

Em São Lourenço não deixe de provar os doces típicos da região e visitar o Mercado Central da cidade.

Onde ficar em São Lourenço

Santa Rita do Sapucaí

Vista de Santa Rita do Sapucaí, destino da Rota do Café de Minas Gerais.
Santa Rita do Sapucaí | © João Carlos Barbosa

Santa Rita do Sapucaí é outra microrregião cafeeira do sul de Minas Gerais, beneficiada pelo clima de montanha e topografia mineira.

Com diversas opções de cafeterias pela cidade, várias marcas de cafés especiais, além de cafezais abertos para visitação, Santa Rita do Sapucaí oferece uma viagem pelas etapas de produção do café e formas de extração da bebida, com estrutura para receber turistas do mundo todo.

Experiências de café – O que fazer em Santa Rita do Sapucaí

Na rota do café em Santa Rita do Sapucaí, vale conferir a:

  • Grandpa Joel’s Coffee: experiência completa em uma charmosa cafeteria na cidade, hospedagem na fazenda com visita a produção e passeio da semente à xícara;
  • Fazenda M&A: café com história, a produção de café começou no início do século XX e o tour pela fazenda inclui sessão de cupping com uma vista especial;
  • Fazenda Condado: com destaque para o mirante dos cafezais;
  • Cafetelier: um lugar para aprender mais sobre a torrefação de cafés especiais com experiência sensorial e rituais de degustação.

Na cidade, não deixe de ir às cafeterias: Nano Coffee Lab, Madeira Café e Café Pazar. Também vale a visita à Casa Erva Doce: o lugar é uma combinação de produtos caseiros, artesanatos, plantas, música, pães, cervejas especiais e claro, café.

Onde ficar em Santa Rita do Sapucaí:

Rota do Café: Cerrado Mineiro

O Cerrado de Minas fica entre o Triângulo Mineiro e o Alto do Parnaíba. O café do Cerrado Mineiro recebeu denominação de origem por suas características únicas e alta qualidade, como acidez elevada, notas cítricas, frutadas ou achocolatadas. 

A região conta com diversas cidades produtoras de café. O grande destaque fica para o município de Patrocínio, que detém nada menos que o título de maior produtor de café do Brasil. Inclusive, é lá que fica a Daterra Coffee, que já recebeu o prêmio de fazenda de café mais sustentável do mundo. Se você quer entender mais sobre produção responsável com alta produtividade, vale a pena agendar uma visita técnica.

Apesar da importância na produção de café, infelizmente ainda não há uma estrutura bem desenvolvida de turismo cafeeiro na região do Cerrado de Minas. Mesmo assim, vale a pena visitar a região e explorar por conta própria a cultura do café. Além disso, a região é um convite para estadias em belíssimos hotéis-fazenda, ecoturismo e claro, para aproveitar a boa comida mineira.

Uberlândia

O aeroporto mais próximo para explorar a região do Cerrado de Minas fica em Uberlândia e os arredores da cidade tem boas pousadas rurais.

Onde ficar em Uberlândia e arredores

Araxá

Araxá também é uma boa base para explorar o Cerrado de Minas. Além do café, a cidade é conhecida pelas Termas Medicinais e por estar próximo da Serra da Canastra e produtores de queijos de excelente qualidade.

Onde ficar na região em Araxá

Rota do Café: Região da Zona da Mata

A Zona das Matas de Minas composta por 64 municípios, todos ligados ao café, com uma enorme quantidade de propriedades baseada na agricultura familiar e artesanal.

Manhuaçu

Experiências de café – O que fazer em Manhuaçu

Manhuaçu é considerada uma das cidades polo da produção de café no Brasil, e também conta com fazendas abertas à visitação. Além do Café, Manhuaçu está a 52 km do Parque Nacional do Caparaó, onde fica o Pico das Bandeiras, o terceiro pico mais alto do Brasil. A região também é bem conhecida por quem faz cicloturismo. Quer coisa melhor do que parar para um cafézinho entre um pedal e outro? 

Para explorar o café da região, vale conferir:

  • Cafeteria Afir: um lugar especial para degustar uma xícara de café no fim de tarde, possui mesas na varanda e loja de produtos típicos da região.
  • Expedição para Pedra Dourada: uma mistura de turismo de aventura com café, expedição com pernoite em acampamento. No meio da trilha para o Pico da Pedra Dourada, a pausa para o café é feita em uma sessão de degustação na Fazenda Klem.
  • Fazenda Boa Vista: visita aos cafezais e processamento dos grãos, acompanhado de quitandas e quitutes mineiros.

Onde ficar em Manhuaçu e arredores

Rota do café: Belo Horizonte

Belo Horizonte, a capital de Minas Gerais, famosa pela vida boêmia, se tornou um destino certo para quem aprecia café. Atualmente sedia a Semana Internacional do Café, principal evento nacional do mercado, antes realizado na cidade de São Paulo.

Essa mudança, mas não só, foi um fator chave para impulsionar a abertura de diversas cafeterias com propostas e cafés bem diferentes. 

Cafeterias para ir em Belo Horizonte

café filtrado e coado em um cafeteria
Café Filtrado | © isayurtserver
  • Academia do Café: pioneira no conceito de cafés inovadores em Belo Horizonte, foi ela quem inspirou uma onda de cafeterias com cafés especiais na capital mineira.
  • OOP Café: despojada e moderna, oferece opções quentes e geladas, além de diferentes tipos de extração.
  • Intelligenza: inspirada na famosa cafeteria americana Intelligentsia, oferece principalmente cafés locais e diferentes preparos para bebidas frias, quentes e alcoólicas com café.

Confira: Guia de Belo Horizonte: Planeje sua viagem pela capital mineira

Similar Posts