Gastronomia

Comida mineira: delícias de cair o queixo (ou melhor, o queijo)

Quitandas em Milho Verde Minas Gerais no caminho dos diamantes - Tipo de comida mineira essencial para provar na viagem

Além da história, cultura e belas paisagens, uma das maiores riquezas de Minas Gerais está na cozinha, em suas panelas de barro, no fogão a lenha, e tudo que se relaciona com a autêntica comida mineira.

É quase impossível visitar o estado e não voltar com a mala cheia de queijos e guloseimas. A razão para isso é a diversidade de culturas, ingredientes, receitas e sabores que só uma comida feita com amor tem. Não é à toa que a cozinha mineira é sinônimo de hospitalidade e aconchego.

Comida Mineira: O que comer em Minas Gerais

Feijão Tropeiro

O prato carrega esse nome por ser a alimentação mais comum dos tropeiros durante suas viagens para o transporte de mercadorias durante o Período Colonial.

A receita de feijão tropeiro é tradicionalmente feita com feijão cozido, farinha de mandioca, linguiça e torresmo.

Os tropeiros utilizavam esses ingredientes pela sua praticidade e durabilidade nas suas longas jornadas percorrendo desde a região Centro-Oeste, Sudeste ao Sul do Brasil.

prato feijao tropeiro contendo farofa, linguiça, bacon, feijão e outros ingredientes típicos do Brasil
Feijão Tropeiro | © Alleko

Frango com Quiabo

A receita do Frango com Quiabo normalmente leva as sobrecoxas de frango que são douradas na panela e em seguida cozidas junto com o quiabo, formando um delicioso ensopado.

O prato se popularizou no século 19, quando Minas Gerais estava com dificuldade para transportar alimentos de outros estados e a galinha caipira e o quiabo eram facilmente encontrados na região.

Prato brasileiro frango com quiabo típico de Minas Gerais
Frango com Quiabo | © Food’n Road

Tutu de Feijão

Também conhecido como Tutu à Mineira, esse prato é muito simples e super nutritivo. Seu preparo leva basicamente feijão batido com farinha de mandioca, um acompanhamento que vai muito bem com arroz, couve e carne de porco.

Em versões mais “incrementadas” o Tutu de Feijão também tem cebolinha, torresmo, bacon ou ovo cozido.

Galinhada

Este prato é daqueles que trazem conforto e fartura para a mesa de domingo. Os ingredientes principais para uma bela receita de galinhada incluem frango, arroz, tempero e amor. Com variações regionais, a essência deste prato se mantém a mesma: preparar tudo junto em uma única panela com muito tempero!

Galinhada Recipe - How to make the best Brazilian chicken and rice dish
Galinhada | © Food’n Road

Frango ao Molho Pardo

O prato leva esse nome porque o molho é feito com o sangue do abate do próprio frango misturado com vinagre, adquirindo assim uma cor parda. Apesar de ser uma preparação super típica de Minas Gerais, é de origem portuguesa, onde se chama Galinha de Cabidela.

Hoje em dia, existem versões desta receita que levam vinho tinto no lugar do sangue da galinha.

Leia mais: Conheça os pratos mais tradicionais de Portugal

um prato típico mineiro de frango a molho parto do cantinho da dalva em Diamantina
Frango ao molho pardo | © Food’n Road

Leitão à Pururuca

Também de influência portuguesa, a receita do Leitão à Pururuca caiu no gosto dos mineiros. Nela, o leitão é bem temperado e assado com a pele, depois recebe um banho de óleo extremamente quente que deixa a pele pururuca.

Assim o interior fica macio e a crosta crocante, uma delícia!

Costelinha com Ora-pro-nobis

Para a preparação desta receita as costelinhas de porco são braseadas e depois cozidas junto com folhas de ora-pro-nobis, uma planta trepadeira comum na região.

Conta a história que na cidade de Sabará a planta era usada como cerca viva ao redor de igrejas, porém os padres não deixam as folhas serem colhidas.

Então a população aproveitava o horário da missa para pegá-las, por isso o nome ora-pro-nobis, que vem do latim e significa “rogai por nós”.

Além do prato com costelinha, também é muito comum o consumo de ora-pro-nobis com frango, em bolinhos e saladas.

Costelinha com Ora-pró-nóbis, angu, feijão e arroz uma combinação de comida típica mineira
Costelinha com Ora-pró-nóbis, angu, feijão e arroz | © Food’n Road

Bambá de Couve

Tradicional de Ouro Preto, é um caldo de fubá com couve e carne de porco.

O prato era originalmente consumido por escravos que aproveitavam o que sobrava do mingau de fubá da casa grande e acrescentavam couve rasgada e carne de porco.

Também conhecido como Mingau de Couve, o Bambá de Couve é uma ótima pedida para os dias frios.

Leia também: As 20 sopas que conquistaram o mundo da gastronomia

Bolinho de feijão

Se você quer um petisco simples, mas saboroso, o Bolinho de Feijão é uma excelente pedida. 

A receita tradicional leva feijão fradinho descascado, temperado com sal, pimenta e só! Algumas versões incluem também cheiro verde e ora-pro-nóbis ou até mesmo recheio de queijo.

Pastel de Angu

O Pastel de Angu é feito com farinha de fubá e os recheios mais comuns são: carne, frango, queijo e palmito.

A história deste prato típico mineiro começa na cidade de Itabira do Campo, atual Itabirito, onde duas escravas desenvolveram a receita com as sobras do angu e um recheio de umbigo de bananeira.

A melhor forma de degustar o pastel de angu é frito na hora, enquanto ainda está quentinho.

Pão de Queijo

Sem dúvida, o Pão de Queijo é uma das paixões do Brasil, sendo encontrado em qualquer padaria do país.

Mas, a tradição é creditada à Minas Gerais. O que não pode faltar em uma receita tradicional de Pão de Queijo mineiro é o polvilho azedo ou doce e muito queijo.

pastel de angu da cidade de itabirito patrimônio imaterial da cidade e uma iguaria típica mineira
Pastel de Angu | © Food’n Road

Quitandas Mineiras

O termo kitanda tem origem africana e refere-se ‘ao tabuleiro em que se expõem as mercadorias diversas de vendedores ambulantes ou de rua’.

Atualmente é utilizado para designar os quitutes tradicionais de Minas Gerais, cuja a base são os alimentos mais comuns da região como milho, mandioca e laticínios.

Sendo alguns exemplos a queijadinha, o biscoito de polvilho e a broa de fubá, essencialmente tudo que dá para comer acompanhado de um café quentinho.

Quitandas da Geralda em Milho Verde Minas Gerais no caminho dos diamantes
Quitandas Mineiras da cidade de Milho Verde | © Food’n Road

Queijos Mineiros

Esse ingrediente base da culinária mineira não poderia ficar de fora da lista. Afinal, a paixão dos mineiros pelo queijo é conhecida por todos. Cada região de Minas Gerais produz um queijo diferente devido às características geográficas, o coalho e tempo de cura. Entre os mais famosos estão os queijos do Serro, da Canastra, de Araxá e do Cerrado. 

Por costume local, os queijos mineiros são consumidos frescos ou meia-cura, mas recentemente vários produtores da região começaram a experimentar diferentes tipos de cura e maturação. Essa ousadia toda fez com que o queijo Mineiro ocupasse o pódium de vários concursos internacionais, inclusive desbancando renomados queijos europeus. 

queijos da serra da canastra em minas gerais no brasil
Queijos da Serra da Canastra | © Food’n Road

Goiabada Cascão

A Goiabada Cascão leva esse nome porque são usadas as cascas da goiaba na sua composição. 

No modo de preparo tradicional as goiabas são cozidas em grandes tachos de cobre por até 3 horas. Esse processo, inclusive, é patrimônio imaterial da cidade de Barão de Cocais, no centro de Minas Gerais.

Uma das receitas mais comuns que levam esse doce é o Romeu e Julieta (queijo com goiabada), um duo que representa muito bem o estado de Minas Gerais.

goiabada cascão no mercado municipal de belo horizonte muito tradicional doce mineiro
Goiabada Cascão | © Food’n Road

Doce de Leite

Doce de Leite é famoso não só na gastronomia brasileira, mas também nos países vizinhos como Argentina e Uruguai. 

A preparação do Doce de Leite é basicamente feita em uma única etapa: cozinhar o leite com açúcar até chegar em uma textura cremosa, porém firme.

Por ser muito versátil é consumido puro, em quadradinhos, como ingrediente em receitas, recheio para bolos ou combinado com queijos e frutas.

Café

Na casa de um mineiro o que não pode faltar é café fresco e pão de queijo quentinho. E não é para menos, afinal Minas Gerais é o maior produtor de café do país, tendo a sua qualidade reconhecida internacionalmente.

Por isso, ao visitar um mineiro, nunca recuse um cafezinho, pode ser considerada uma falha grave.

um copinho vermelho com café mineiro
Xícara de Café em BH | © Food’n Road

Cachaça

A origem exata da cachaça no Brasil ainda é motivo de discussão, porém a cachaça mineira tem uma história curiosa.

De acordo com o historiador Câmara Cascudo, os tropeiros, conhecidos pelo transporte de mercadorias em tempos coloniais, levavam em barris a cachaça produzida em Paraty – RJ até Diamantina – MG através da Estrada Real (hoje, a maior rota turística do Brasil).

Quando a cachaça chegava em Minas Gerais ela já estava envelhecida e como dessa forma é mais fácil de ser consumida, caiu no gosto popular.

Hoje existem vários tipos de cachaça no estado, no entanto, o ideal é sempre procurar as artesanais, que normalmente são de boa qualidade e tem aquele gostinho caseiro da roça mineira.

Viaje por Minas Gerais: Guia da Estrada Real – O caminho dos Diamantes

garrafas de cachaça típica bebida brasileira feita com cana-de-açúcar vendida no Brasil
Garrafas de cachaça | © Food’n Road

Similar Posts