O chá da Índia é conhecido por ser um dos melhores chás do mundo. A Índia tem sido o 2º maior país produtor de chá, produzindo por ano aproximadamente 1 milhão de toneladas de chá. Este volume é equivalente a ⅕ de toda a produção global.

O interessante é que apesar do imenso volume produzido, quase tudo é consumido dentro do próprio país. O que faz com que a Índia seja o maior mercado consumidor de chá preto do mundo. Mas, considerando o consumo de chá per capita, a Turquia ganha em disparada.

Origem do Chá e sua Variações

Sabia que chá preto, chá verde, chá branco, chá amarelo, chá oolong são todos feitos a partir da mesma planta? Isso mesmo, a Camellia sinensis é a planta que produz todos os chás, o que difere entre eles é o processamento da folhas.

Se a bebida não for de Camellia sinensis, o correto é chamar de infusão e não chá. Por exemplo infusão de erva-doce, infusão de menta, etc.

A planta Camellia sinensis apresenta duas variações principais: var. sinensis e var. assamica. Estudos apontam que a variação sinensis se originou no Sul da China e em algumas regiões do Sudeste Asiático, enquanto a variação assamica é nativa da região de Assam, no nordeste da Índia. Para não deixar de fora, existem também variações híbridas com menos relevância comercial, um exemplo disso é a var. cambodiensis também conhecida como var. parvifolia e Java Bush (arbusto Java).

folha de cha da india camellia sinensis
Folha de Chá (Camellia Sinensis)

A Comercialização do Chá da Índia

A utilização de infusões como uso medicinal na Índia não é nada novo. Documentos comprovam que este tipo de bebida já era consumida em 500 A.C.. A medicina ayurveda utilizou infusões com ervas como tratamento medicinal muito antes do chá ser comercializado e virar bebida popular na Índia.

No fim do século XVIII, os Ingleses incomodados com a grande dependência de chá da China, tentaram plantar sementes de chá chinês em território Indiano, mas sem sucesso.

Algumas décadas depois por volta de 1823, um explorador Escocês chamado Robert Bruce descobriu em Assam, nos Himalaias, uma variação nativa das plantas de chá conhecida hoje como Camellia sinensis var. assamica. Por sinal essas plantas foram apresentadas a ele pela tribo local Singpho que na época já cultivava e consumia o chá por lá. Com esta variação, os Britânicos deram o primeiro passo na comercialização do chá Indiano.

Outro marco do chá da Índia foi em 1835, quando a Companhia das Índias Orientais, adquiriu a região de Darjeeling, próxima da fronteira com o Nepal. Foi em Darjeeling e com sementes chinesas que os ingleses realmente começaram a produção de chá em larga escala.

Principais Regiões de Cultivo

Com o sucesso obtido nas regiões de Assam e Darjeeling, plantações comerciais de chá se espalharam rapidamente pela Índia. A Índia possui hoje várias regiões produtoras: Assam, Darjeeling, Nilgiri, Dooars-Terai, Kangra, Munnar, para listar algumas. Cada região possui sua própria identidade, desde o terroir as características sensoriais do chá que lá produz. Por este motivo concentramos este texto em duas regiões de destaque: Assam e Darjeeling.

Assam

Localizada no Nordeste da Índia, abriga a maior produção de chá do país, equivalente a pelo menos 50% de toda a produção local. As plantações se concentram em áreas de baixa altitude no vale do Rio Brahmaputra. Nesta região, o cultivo do chá é favorecido pelo clima tropical e períodos de bastante chuva.

As melhores safras, chamadas de flush, ocorrem duas vezes ao ano. A primeira se inicia em Fevereiro e é caracterizada por seu frescor, delicadeza, perfume floral, sabor ligeiramente picante e coloração dourada.

A segunda colheita e também a mais famosa, ocorre no verão a partir de maio. É nela que a folhas liberam de forma mais intensa a sua picância e sabor maltado, o chá ganha mais corpo e a coloração um tom avermelhado.

O chá preto de Assam é o favorito para o Masala Chai, chá indiano feito com diversas especiarias, leite e açúcar.

Leia também: Masala Chai, o chá com especiarias da Índia

Darjeeling

O chá de Darjeeling é chamado por muitos de Champagne dos chás e é um dos mais caros do mundo. Mas de onde vem toda essa fama?

Diferente da região de Assam, Darjeeling possui altitudes elevadas e seu cultivo é concentrado na variedade chinesa var. sinensis. Localizado aos pés do Himalaia próximo do Nepal, a região apresenta um clima mais frio e distinto de todas as outras regiões onde se plantam chá na Índia. Assim como o champagne, que só pode ser chamado de champagne se cultivado e produzido na própria região denominada, o mesmo acontece com Darjeeling. A região foi a primeira na Índia a receber oficialmente o registro de Indicação Geográfica.

A exclusividade também tem o seu peso no valor deste chá. Darjeeling produz em média 1% do total de chá produzido na Índia. Outra característica importante de Darjeeling é que além de ser uma das plantações de maior altitude do mundo chegando a 2.000m de altitude, grande parte da sua produção possui certificação orgânica.

Em Darjeeling, são dois flushes (safras) que se destacam mais:

O primeiro flush ocorre após as chuvas da primavera (março e abril). Nesta época o chá é mais jovem e delicado, com perfume floral e frescor, traz a boca um pouco mais de adstringência e aos olhos uma cor mais pálida.

O segundo flush ocorre no verão (maio e junho). Este chá é famoso por sua característica especial no paladar que remete aos vinhos de moscatel, um sabor bem complexo de descrever. Para exemplificar, eu diria que é um equilíbrio entre o doce, com leve torrefação, frutado e amargor. O chá é considerado mais maduro, encorpado, menos adstringente e mais escuro que o da primavera.

região de cultivo de chá da Índia
Plantação de chá em Munnar, Kerala

Turismo do Chá

Você sabia que é possível visitar as regiões de chá da Índia? Existem várias opções para todos os gostos e bolsos. Você pode passear pelas plantações, visitar as produções, fazer degustações e muito mais.

A dica para montar o roteiro é escolher a sua região de preferência e ficar atento às épocas de colheita.

Saiba mais: Porque fazer uma Viagem Gastronômica


PLANEJE SUA PRÓXIMA VIAGEM

Nota: Alguns links podem ser links afiliados. Se você comprar produtos através deles, nós receberemos uma pequena comissão que apoiará a manutenção do site Food’n Road sem nenhum custo adicional para você.

Comments are closed.