o que é turismo rural e como desenvolver turismo no campo
© akpakp via Getty Images Pro

O Turismo Rural ou agroturismo acontece quando moradores rurais e agricultores complementam suas propriedades com atrativos turísticos e abrem suas portas para receber visitantes que buscam momentos na natureza e saberes do campo. 

Nós gostamos de dizer que o turismo rural é onde a natureza, a agricultura e o lazer se encontram em uma experiência de troca cultural e aprendizado.

O que é Turismo Rural

No Brasil, o Ministério do Turismo, define o Turismo Rural como o conjunto de “atividades turísticas desenvolvidas no meio rural, comprometido com a produção agropecuária, agregando valor a produtos e serviços, resgatando e promovendo o patrimônio cultural e natural da comunidade”.

Por isso, esse tipo de turismo é muito abrangente incluindo atividades que vão desde a oferta de hospedagens em hotéis-fazenda (hotéis-rurais) à passeios por trilhas na natureza, ou até mesmo a participação dos visitantes em processos de ordenha e colheita de frutas. 

É importante esclarecer que as atividades consideradas como turismo rural podem também fazer parte de outras segmentações do setor, como o turismo gastronômico, ecoturismo, enoturismo, turismo de aventura, etc.

Exemplos de Atividades do Turismo Rural

  • Hospedagens em meio rural (hotéis-fazenda, pousadas, campings, etc.);
  • Café colonial e refeições típicas com produtos frescos;
  • Sessões de degustação com produtos feitos na propriedade e arredores;
  • Oficinas de fabricação artesanal de queijos, geléias, etc.;
  • Colheita de frutas e outros alimentos;
  • Visitas à hortas, pomares e vinhedos;
  • Picnic no campo com produtos da região;
  • Passeios a cavalo, carroça, etc;
  • Alimentação e cuidados com animais;
  • Ordenha e outras atividades pecuárias;
  • Trilhas e caminhadas pela natureza;
  • Rafting, arvorismo e outros práticas de esporte de aventura; 
  • Museu com itens históricos da propriedade e região;
  • Atividades pedagógicas para grupos escolares, etc;
  • Pescaria;
  • Oficinas profissionais sobre técnicas agrícolas (agrofloresta, permacultura, cultivo orgânico, etc.);
  • Almoços com o conceito “Da colheita à mesa” (em inglês Farm-to-table);
  • Eventos Gastronômicos no campo;
  • Festivais de Artes e Culturais, etc.

A lista não para por aí, só depende da criatividade e da estrutura física do local. O essencial é que a atividade valorize a Ruralidade e a Natureza. 

Quem são os viajantes que buscam o Turismo Rural?

Agora, nem todas as pessoas se interessam pela vida no campo, e mesmo entre as que se interessam podem existir diferentes motivações para a busca de uma vivência rural. Para desenvolver as experiências é essencial conhecer o perfil dos viajantes que se interessam por este tipo de turismo.

É natural concluir que as pessoas que moram na cidade e vivem a rotina dos centros urbanos são o grande público-alvo deste segmento, mas veja alguns exemplos de perfis:

  • Família com crianças que buscam passar momentos de lazer em contato com a natureza e animais durante o final de semana;
  • Grupo de amigos que fazem expedições pelos interior de bicicleta, moto ou 4×4 e buscam atrativos e  hospedagens diferenciadas durante o trajeto;
  • Pessoas que estão enfrentando um momento de estresse e querem passar as férias em um lugar sereno e tranquilo próximo da natureza;
  • Casal, sem filhos, ambos sempre viveram na cidade e estão pensando em se mudar para o campo, querem conhecer mais sobre o dia-a-dia na fazenda.

Podemos perceber como as atividades de interesse podem ser bem diferentes para cada um dos exemplos. Uma dica prática para entender melhor o perfil dos clientes é a criação de personas

Desenvolvimento do Turismo Rural: Benefícios Mútuos

O interessante é que além de contribuir com a diversificação de renda para a comunidade local, a experiência rural como atividade turística revela novos costumes, modos de vida e saberes inerentes a vida no campo bem diferentes daqueles percebidos no cotidiano urbano. 

Nesse contexto, é possível entender a importância do agroturismo como um meio para captar mensagens de sustentabilidade ambiental, ecologia e criar conscientização sobre sistemas alimentares. 

Além disso, quando desenvolvido de maneira integrada com a região, o turismo em meio rural pode ser um grande aliado para o desenvolvimento de rotas turísticas alternativas, trazendo crescimento econômico para regiões mais afastadas.

No Mundo

O Turismo Rural começou a ser desenvolvido como atividade econômica inicialmente na Europa em meados do século XX. A Itália foi um dos países pioneiros e até hoje as hospedagens em Agriturismi são uma referência mundial. Outro exemplo é a plataforma WWOOF, que promove intercâmbio de voluntariado em fazenda orgânicas, começando suas atividades em 1970 no Reino Unido,  e hoje está presente em mais de 150 países.

Atualmente, o crescimento do setor é promissor. De acordo com o estudo (pré-COVID) da Future Market Insights, a estimativa de crescimento do agroturismo é de 11% ao ano (CAGR 2019-2029).

Turismo Rural no Brasil

O começo das atividades do turismo rural no Brasil, se deram ao longo da década de 80 em Lages (Santa Catarina). A vocação rural do país, fez com que essas atividades fossem expandidas para praticamente todos os estados.

Mas, o ‘Estudo Preliminar da Cadeia Produtiva de Turismo Rural no Brasil’, publicado pelo IICA Brasil, mostra que é possível identificar diferenças no estágio de maturação entre destinos e produtos. 

Este fato, pode ser explicado pela falta de um marco legal nacional específico para o setor, sendo que o desenvolvimento depende de programas regionais, esforços de grupos associativos e empreendimentos individuais, muitas vezes familiares. 

Apesar disso, vale destacar que existem regiões que desenvolveram rotas e projetos de referência no cenário nacional, como o Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul, a plataforma Acolhida na Colônia, o Circuito da Frutas em SP e a Rota do Café no Paraná, entre outras.

Tenho uma propriedade rural e quero começar a empreender no Turismo Rural, o que devo fazer?

Se você tiver uma propriedade rural e quer adaptá-la para o turismo, em primeiro lugar é preciso entender o nicho da sua propriedade e o que ela pode oferecer em termos de atividades. Ainda, deve-se levar em conta a capacidade de recepção de turistas, de forma a não causar impactos ambientais e, promover um contato especial com recursos renováveis para uma experiência responsável e sustentável com a biodiversidade local. 

O turismo rural também deve estar alinhado com iniciativas municipais de incentivo ao turismo local ou mesmo de recursos pessoais através de instituições privadas. Nesse caso, entidades como as Secretarias de Turismo, o SEBRAE, a OMT ONGs e outras instituições de suporte podem ser fundamentais no processo de estruturação do seu plano de negócios.

Dicas extras para um bom atendimento ao viajante

  1. Busque sempre compreender a história e a geografia de sua região e use esses elementos para cativar os visitantes. É o diferencial que o cliente busca na hora de contar a experiência para seus amigos e familiares, ativando assim o melhor marketing: a indicação.
  2. Chame atenção para os valores especiais da sua comunidade, nas atividades de subsistência e desenvolvimento econômico, mostrando formas de comercialização de produtos e serviços da região. A venda de “lembrancinhas artesanais” é um bom exemplo disso.
  3. Faça parcerias com outros provedores de serviços de turismo, por exemplo operadores de turismo de aventura, agências, etc. Assim é possível promover o seu negócio e fazer ofertas de produtos complementares para os hóspedes.

Investir no turismo rural é proporcionar um tipo de turismo versátil que abrange todas as faixas etárias, gêneros e classes econômicas: ótimo para pessoas que apreciam a natureza e suas interações!


COMO PODEMOS TE AJUDAR

Ícone que representa o serviço de consultoria e mentoria de negócios para desenvolvimento do turismo gastronômico

Consultoria & Mentoria

Icon representing the creation of content for gastronomy, food and travel tourism

Criação de Conteúdo

Ícone que representa o serviço de Palestras e Workshops sobre Turismo Gastronômico e de Experiência

Palestras & Workshops

Ícone que representa o serviço de curadoria de experiências de turismo gastronômico

Curadoria de Experiências

Ícone que representa os cursos online de turismo gastronômico e marketing digital para negócios do trade turístico

Cursos Online & Treinamentos

Ícone que representa o serviço de campanhas de marketing e anúncios para marcas de gastronomia e viagem

Anúncios e Campanhas

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments