Afinal, o que é Turismo Gastronômico?

Por ser um termo relativamente novo, existem muitas definições que descrevem o que é Turismo Gastronômico. Além disso há profissionais e organizações que também utilizam os termos Turismo Culinário e Turismo de Gastronomia para o mesmo propósito.

No Food’n Road utilizamos o termo Turismo Gastronômico de modo abrangente e definimos da seguinte maneira:

O Turismo Gastronômico é composto por atividades que proporcionam experiências de consumo e apreciação de comidas e bebidas, apresentadas de tal maneira que valorizam a história, a cultura e o meio ambiente de determinada região.

Food’n Road

Explorar a culinária além do prato

Explorar a culinária e os prazeres da mesa sempre esteve associado a momentos de lazer e a viagens, porém o conceito de turismo gastronômico evoluiu para abranger atividades além do prato. São atividades turísticas e de entretenimento que além da gastronomia, valorizam a relação entre a comida e a sociedade como um pilar da identidade regional e patrimônio cultural.

E essa mudança é ótima, pois cria a possibilidade das pessoas se aproximarem do alimento em níveis diferentes da cadeia de valor e aprender com quem produz. Desta forma é possível ampliar o desenvolvimento econômico para diferentes camadas da sociedade e trazer experiências mais pessoais e autênticas para o viajante.

As atividades do Turismo Gastronômico

O turismo gastronômico é muito mais que uma lista de restaurantes e não está relacionado apenas à atividades de alto custo, com percepção gourmet requintada. Também não está voltada apenas ao agroturismo. Tampouco exige grandes deslocamentos. Mas sim, está relacionado a todas as atividades que utilizam a comida como meio de conexão entre as pessoas, os lugares e o tempo.

Veja abaixo exemplos de atividades que são consideradas como Turismo Gastronômico:

  • Fazer um tour para experimentar comidas de rua;
  • Degustação de pratos e bebidas locais;
  • Seguir rotas de produtos de determinada região (ex. Viajar pela Rota do Café);
  • Comer em restaurantes tradicionais;
  • Compartilhar refeições com pessoas locais;
  • Participar de eventos e festivais gastronômicos;
  • Visitar Feiras e Mercados Locais;
  • Aprender sobre a produção de um alimento, visitando fazendas e produtores artesanais;
  • Participar de aulas de culinária;
  • Visitar exposições que explicam a história da culinária local;
  • Expedições Gastronômicas com chefs e especialistas.

A lista é imensa e existem diversos modelos de atividades relacionadas. É um mercado criativo pois engloba diferentes representantes da indústria de comida, bebida e hospitalidade. Estamos falando de: restaurantes, fazendas, mercados, produtores artesanais, hotéis e pousadas, vendedores de comida de rua, chefs, galerias e tudo que está relacionado.

Leia mais: As Atividades do Turismo Gastronômico

Quais os benefícios e porque apoiamos!

O turismo gastronômico com foco em imersão cultural é um forte aliado para o desenvolvimento econômico e social da localidade, além de ser transformador para o viajante.

O Turismo Gastronômico está relacionado a todas as atividades que utilizam a comida como meio de conexão entre as pessoas, os lugares e o tempo.

Food’n Road

Este tipo de turismo quando feito da maneira correta, construído em conjunto com a comunidade local e respeitando a sua identidade é uma ferramenta para mudança de dois cenários: Os impactos negativos do turismo e a desconexão das pessoas com o alimento.

Nem sempre turismo é sinônimo de desenvolvimento sustentável, principalmente quando atrai o turista com pouca consciência em relação ao seu comportamento e demandas para a comunidade local. O cenário é bem diferente quando estamos falando de um turista que busca entender e se relacionar de forma mais pessoal e respeitosa com a cultura local.

Para construir (e atrair!) este turista consciente é preciso conectá-lo com o destino e quer melhor maneira de conexão do que através da comida? Veja como!

Nós do Food’n Road queremos ser agentes de mudança, engajar as pessoas a refletirem sobre a comida além do prato e contribuir para o desenvolvimento de um turismo responsável. Acreditamos que toda reflexão se inicia com informação de qualidade e é intensificada com experiências marcantes. Assim, o turismo gastronômico é uma excelente ferramenta para dar início a esta transformação.

Trecho da nossa palestra sobre Turismo Gastronômico no III SEMPIT em Belo Horizonte, MG.

Leia mais sobre Turismo Gastronômico