A capital da Tailândia, Bangkok, é uma das cidades mais visitadas do Sudeste Asiático além de ser um ponto de entrada ideal para essa região do mundo. Quer saber o que fazer em Bangkok? Confira dez dicas para você aproveitar bem a cidade em um roteiro de 2 a 3 dias. 

O que fazer em Bangkok

1. Visitar os Templos Budistas

Juntos, o Wat Pho, o Wat Arun e o Wat Phra Kaew (situado dentro do Grand Palace), formam a tríade dos templos mais importantes de Bangkok.

Para visitar os templos, não se esqueça de vestir trajes adequados – ombros, decote e joelhos cobertos. Se precisar, a maioria dos templos emprestam ou alugam um lenço na entrada.

Wat Pho – O templo do Buda Reclinado

A grande atração do Wat Pho é a estátua do Buda Reclinado com 46 metros de comprimento e 15 metros de altura, completamente coberto em ouro. O Wat Pho tem as estupas mais lindas e decoradas de Bangkok além de ser um centro de referência em massagem tailandesa, onde funciona a primeira escola de medicina tradicional thai que oferece serviços e cursos de massagem.

Wat Arun – O templo do amanhecer

O Wat Arun é um dos templos budistas mais antigos da Tailândia, foi construído no século XVII com estilo Khmer. O nome é uma homenagem ao deus hindu Aruna, que é muitas vezes representado por raios de sol. Quando o sol nasce em Bangkok, a luz é refletida na superfície do templo, iluminando a região. Vale dizer que o templo também é lindo durante o pôr do Sol. 

O Wat Arun fica do lado oposto ao rio Chao Phraya, era a casa do Buda de Esmeralda antes de ser transferido para o Wat Phra Kaew, localizado no outro lado do rio.

Dica: Conheça o Community Learning Center (CLC Wat Arun) e faça uma aula de meditação grátis, o CLC Wat Arun fica nos fundos do templo e faz um lindo trabalho de apoio e desenvolvimento de meninas em situação de risco e vulnerabilidade.

Grand Palace e Wat Phra Kaew – O templo do Buda de Esmeralda

Um dos locais mais importantes e históricos da capital tailandesa. O Grand Palace já foi o lar da família real e da nobreza tailandesa, que viviam nesse palácio até 1925. Hoje, o rei vive no Chitralada Palace, e o Grand Palace passou a ser uma das principais atrações turísticas da Tailândia. 

Dentro do Grand Palace fica situado o Wat Phra Kaew. O templo mais sagrado da Tailândia, onde fica o Buda Esmeralda, uma estátua tida como a protetora da sociedade tailandesa. Algumas curiosidades: o Buda não é de esmeralda, mas de jade, o nome Esmeralda refere-se à cor da estátua. Outra informação interessante é que a estátua, de 66cm de altura, possui 3 roupas, que são trocadas pelo rei conforme a estação do ano, sendo uma delas para o frio, uma para o calor e uma para o período de chuvas.

2. Explorar o Chinatown

Um pedaço vibrante da China em Bangkok, de dia é cheia de lojas, camelôs, feiras e um trânsito intenso. No entardecer, as luzes de neon se acendem e barracas de comida de rua começam a aparecer. O bairro vira praticamente uma praça de alimentação a céu aberto. 

A dica é chegar no final da tarde, passear pelos arredores da rua Yaowarat enquanto ainda está claro e depois observar os vendedores de comida abrirem suas barracas durante o pôr-do-Sol. Neste tempo, você verá toda a mudança que acontece no bairro na transição do dia para a noite, além de encontrar comida bem fresca e barracas sem filas.

Ali perto também fica o Wat Traimit, o templo onde fica uma estátua do Buda feito em 5 ton de ouro maciço.

3. Passear em um dos Mercados Noturnos

Existem diversos mercados noturnos espalhados pela cidade, dois bem conhecidos são o Rot Fai Ratchada e o Asiatique The Riverfront.

Rot Fai Ratchada (bom para compras e comida)

Rot Fai Ratchada, também conhecido como Train Market é o mercado noturno mais legal de Bangkok. Fica do lado da estação do Metro Thailand Cultural Centre. É possível encontrar de tudo um pouco, roupas, itens vintage, bares temáticos, barbearias e muitas barraquinhas de comida. 

Asiatique The Riverfront (bom para compras e passeio)

Mais arrumadinho, o Asiatique The Riverfront é uma combinação de mercado noturno com shopping, às margens do rio Chao Phraya. Além das lojas, tem uma arena de Muay Thai, uma roda gigante e restaurantes. Particularmente, não acho que vale a pena comer por lá, mas o passeio é agradável.

4. Aprender a cozinhar como um tailandês

Quer saber o que fazer em Bangkok fora do convencional? Que tal uma aula de culinária? Não perca a aprender a cozinhar seu próprio curry tailandês e conhecer mais os ingredientes locais. Existem várias opções de aulas de culinária em Bangkok, desde escolas em restaurantes conceituados à experiências com locais. As aulas podem ser em grupo ou privadas. Você pode reservar uma aula de culinária no site do Cookly.

Leia também: Como comer comida de rua e não passar mal

5. Saborear a Culinária Thai em um Food Tour

A melhor maneira de explorar os novos sabores sem preocupações enquanto aprende muito sobre a comida tailandesa. Em Bangkok, os food tours vêm em diversos modelos e tamanhos: são passeios guiados com chefs especializados, de Tuk Tuk, a pé por um bairro ou mercado específico, em grupos ou privados, como desejar. Reserve um Food Tour em Bangkok aqui. Agora, se quiser algo bem especializado, ninguém melhor que a Chin do Chilli Paste para te guiar pelas raízes da culinária tailandesa.

6. Conhecer o Mercado Chatuchak 

Se puder, planeje estar em Bangkok durante o final de semana só para visitar o Mercado Chatuchak. Dentre mais de 15 mil barracas, é difícil não escolher algo para levar para casa ou não se perder entre os corredores. Nossa dica é chegar cedo, para não ter de encarar a multidão que inunda o mercado depois das 11 hrs. 

Tirando o sorvete de coco e alguns snacks, o mercado Chatuchak não é o melhor lugar para comer. Uma opção muito melhor de alimentação é o mercado Or Tor Kor, que fica ali do lado e tem uma ótima praça de alimentação, além dos melhores Durians de Bangkok.

7. Visitar o Lhong 1919

Fruto da revitalização de um conjunto de galpões e um templo chinês. Inaugurado em 2017, Lhong 1919 é um espaço inovador misto entre lojas de design e arte, café, áreas de descanso, espaços de trabalho, oficinas e um centro de aprendizado sobre a cultura thai-chinesa. Há também as barraquinhas de comida, música ao vivo, um hall de exposições de arte e restaurantes. Um delícia de atmosfera ao lado do rio Phraya.

É interessante perceber como a cidade está em movimento, se reinventando e criando novos ambientes.

8. Passear pelo Siam Square

O paraíso das compras em Bangkok mesmo que não goste de shopping é interessante passar por lá para sentir a dimensão do consumo na Ásia. A região do Siam Square (Estação Siam do BTS) é um complexo de shoppings que conta com o Siam Paragon, Siam Absolut, Siam Discovery, além do Central World e MBK, um shopping bem grande que tem de tudo um pouco.

9. Conhecer um Mercado Flutuante

Os mercados flutuantes estão sempre no imaginário do que fazer em uma viagem para Bangkok. A região possui várias opções desses tipo de mercados e visitar pelo menos um é um passeio imperdível para quem busca o que fazer em Bangkok.

mercado flutuante como sugestão sobre o que fazer em Bangkok
Vendedoras no Khlong Lat Mayom

Damnoen Saduak e Amphawa: turísticos e fora de Bangkok

Os mais famosos, ambos ficam fora de Bangkok cerca de 2 horas de carro. Você pode juntar no mesmo dia um destes mercados com o Mercado do Trem, conhecido como Maeklong, que fica na mesma região. É possível fazer este passeio por conta própria utilizando transporte público ou através de uma agência que é nossa recomendação. Reserve este passeio aqui ou com agências locais em Bangkok.

Khlong Lat Mayom: menos conhecidos e dentro de Bangkok

Agora, se você procura uma experiência mais autêntica e próxima do centro da cidade, recomendamos o mercado flutuante Khlong Lat Mayom que fica na região Tailing Chan. (Obs: só funciona aos finais de semana). 

10. Bate-volta para Ayutthaya 

Ayutthaya já foi capital da Tailândia, quando o nome do país ainda era Reino de Sião. Em um bate-volta saindo de Bangkok é possível conhecer boa parte de Ayutthaya. Tendo sido a capital da Tailândia por 417 anos, a cidade é a representação da era de ouro do reino, o que explica as belas estruturas e a formatação da cidade. Memórias e histórias em ruínas.

Em sua visita a Ayutthaya, não deixe de visitar os templos:  Wat Yay Chaya Mongkol, Wat Maha That e Wat Phra Si Sanphet.

a cidade de Ayutthaya pode ser visitada de Bangkok e é uma ótima opção para quem busca o que fazer na região
Wat Yay Chaya Mongkol em Ayutthaya

Imagem destaque © Suzukii Xingfu via Pexels


PLANEJE SUA PRÓXIMA VIAGEM

Nota: Alguns links podem ser links afiliados. Se você comprar produtos através deles, nós receberemos uma pequena comissão que apoiará a manutenção do site Food’n Road sem nenhum custo adicional para você.

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments