Destinos Food'n Road

Guia de Viagem
Lisboa

Entre o vintage e o moderno

Lisboa nunca esteve tão na moda como agora. Aquela imagem de uma cidade antiga já ficou para trás faz tempo. De uns anos para cá, a capital portuguesa mostrou uma cara nova, autêntica e moderna. No embalo dessas mudanças, vieram também novos museus, restaurantes, hotéis, lojas, feiras… Tudo isso sem perder aquele jeitinho tradicional que só Portugal tem. 

Foi questão de tempo até que Lisboa conseguisse reconquistar o coração dos turistas. Hoje, a capital está entre os destinos queridinhos de viajantes do mundo inteiro. Não é para menos: com tantas atrações e opções de lazer, é um prato cheio para qualquer tipo de roteiro. Neste guia, você encontra dicas sobre o que fazer, onde comer, as melhores regiões para se hospedar em Lisboa e muito mais. 

Planeje Lisboa

Pin Lisboa no Mapa - Guia de Viagem Lisboa

GERAL

Informações

Capital de Portugal
Idioma: Português
Distâncias: Porto (313km), Coimbra (204km), Faro (278km).
Lisboa vem da expressão “Alis Ubbo”, que em fenício significa “porto seguro”
Curiosidade: É conhecida como “cidade das sete colinas” e os moradores são chamados de “alfacinhas”.

TRANSPORTE

Como Chegar

O Aeroporto Internacional Humberto Delgado (LIS) recebe voos diários saindo de várias capitais do Brasil e da Europa. Ele fica só a 6 km do centro de Lisboa. Para sair de lá e ir até a região central, você pode pegar transfer, ônibus, metrô ou táxi/ transporte por aplicativo. Também dá para desembarcar em outras cidades de Portugal e seguir até Lisboa de trem ou ônibus.

TRANSPORTE

Pela Cidade

Para quem tem pique, Lisboa é uma cidade que pode facilmente ser explorada a pé e de transporte público. Se for seu caso, vale a pena comprar o Lisboa Card dá acesso para circular de ônibus, trem, metrô e elevadores – e, de quebra, ainda levar entradas em museus e idas de trem a Sintra e Cascais. Bondinhos (elétricos) e tuk-tuks também são uma opção. Para quem vai de carro, é fácil (e barato) estacionar. 

AGENDA

Quando ir

O clima em Lisboa é agradável o ano todo. De dezembro a fevereiro, faz um friozinho. O termômetro não chega a negativar, mas pode ser que você pegue um pouco de chuva. O calorão vem entre junho e setembro, junto com os (muitos) grupos de turistas que invadem a cidade. É a época mais cara por lá. Outubro, novembro, março, abril e maio são mais amenos e têm preços mais amigáveis.

ONDE SE HOSPEDAR

MELHORES BAIRROS

Onde ficar em Lisboa - Melhores bairros listados no Guia de Viagem para Lisboa

Bem localizado: Baixa

É dona da maior concentração de hotéis por metro quadrado de Lisboa. Por isso mesmo, tem opções para todos os gostos (e todos os bolsos). Mesmo estando bem no burburinho turístico, oferece preços razoáveis e boa relação custo-benefício. Tem acesso fácil ao rio, a restaurantes de todo tipo e do metrô. 

Tem de tudo um pouco: Chiado

A região é bem servida de restaurantes, lojas e pontos turísticos. Não à toa, é considerada uma das melhores para se hospedar. De lá, é possível explorar tranquilamente toda a região central a pé – isso sem contar que está no pedacinho com a melhor oferta de transporte público da cidade. Apesar do vaivém dos turistas, dá para ter um gostinho do que é um bairro tipicamente lisboeta.

Cool e moderninho: Príncipe Real

É o “bairro da moda” em Lisboa. De uns tempos para cá, ganhou vários dos endereços mais badalados da cidade. Concentra alguns bons hotéis e vários imóveis e quartos para locação. Ficando na região, você terá lojas moderninhas e restaurantes interessantes a uma curta distância. O ponto negativo é que fica numa região de ladeiras e o sobe-desce é inevitável. É para quem não tem preguiça de caminhar e quer conhecer um lado menos “turistão”.

Para voltar no tempo: Alfama

Ainda que tenha perdido um pouco do seu charme nos últimos anos, Alfama continua sendo um dos melhores lugares para conhecer o lado mais tradicional de Lisboa. Lá estão as ruelas cheias de azulejos, casas de fado, sacadas com varais de roupa… Os hotéis, apesar de estarem em prédios antigos, tem um ar moderno. O bom é que quase todos estão a poucos minutos da região central. 

Lisboa

Em Cenas

Casas Coloridas em Lisboa
© Hugo Sousa via Unsplash
Ponte 25 de Abril, uma das paisagens mais conhecidas de Lisboa
© João Reguengos via Unsplash

Lisboa tem jeitinho de cidade grande, mas sem deixar de lado o charme de povoado do interior. Ao caminhar pelas ruas, você pode encontrar um restaurante moderno e premiado para, logo em seguida, dar de cara com uma pequena tasca que só os locais conhecem. Não deixe de reparar no vaivém dos bondinhos, nas calçadas de pedra, nas quitandas de bairro…

Tram - Bonde em Lisboa
© Julian Dik via Unsplash

Comer e beber em Lisboa

A cena gastronômica de Lisboa deu uma boa repaginada nos últimos tempos. As tascas, as quitandas e as pastelarias continuam lá – é claro –, mas agora dividem espaço com uma porção de restaurantes novinhos, que se arriscam em propostas autorais e arrojadas. 

Nos endereços mais modernos, fica óbvio que a culinária lisboeta vai muito além da tríade bacalhau, sardinha e pastel de nata. Espere encontrar receitas de todas as partes do mundo, muito bem executadas por chefs jovens (e premiados). Em mercados como o Time Out Market e o Campo de Ourique, você consegue ter uma visão panorâmica do que está rolando de mais novo na cena gastronômica da cidade. Mas, se quiser entender a essência da cozinha portuguesa, aí não tem jeito: vai precisar se render às deliciosas e simpáticas tascas tradicionais.

guia gastronômico

5 COMIDAS E BEBIDAS IMPERDÍVEIS

Prato de Bacalhau à Bras. Não deixe de provar quando for à Lisboa

Bacalhau à Brás

A receita original leva bacalhau, batata e ovo. Só que, ao invés de ser servido em postas, o peixe vem desfiadinho, misturado com os outros ingredientes. 
Onde provar? Na Casa do Bacalhau, no Laurentina ou na Taberna Sal Grosso.

Sardinhas grelhadas

Sardinhas Assadas

O nome diz tudo: uma das especialidades lisboetas é assar sardinha na brasa. Espere bons molhos para acompanhar. Se quiser encontrar peixes mais carnudos, vá no verão. 
Onde provar? No Pateo 13, no Último Porto e no Carvoeiro.

Amêijoas à Bulhão Pato - prato típico de Lisboa feito com vôngoles

Amêijoas à Bulhão Pato

Normalmente, são servidas como entradinhas ou petiscos. Além das amêijoas (vôngoles ou berbigões), o preparo exige limão, coentro, azeite e alho. 
Onde provar? Na Cervejaria Ramiro, na Ribadouro e na Nunes Real Marisqueira.

Ginjinha servida em copos de chocolate em Lisboa

Ginjinha

A ginja é uma frutinha vermelha que parece cereja. Ela serve como base para um licor agridoce que virou símbolo de Lisboa e é vendido em pequenas mercearias e lojas especializadas.
Onde provar? No Ginja Lisboa, na Ginginha do Carmo ou no A Ginjinha Espinheira.

Pastel de Belém cortado ao meio. Doce típico para provar em Lisboa

Pastel de Belém

O doce mais conhecido de Portugal se chama, na verdade, pastel de nata. Só uma pastelaria em todo o mundo tem autorização para nomear o quitute de Pastel de Belém – e ela fica em Lisboa, pertinho do Mosteiro dos Jerónimos.
Onde provar? No Pastéis de Belém, na Aloma ou na Alcôa.

Conheça os Pratos Típicos de Portugal

O que fazer em Lisboa

Lisboa agrada a todos os tipos de público: dos mais clássicos e conservadores aos jovens que curtem um burburinho. Espere encontrar uma boa oferta de restaurantes, museus e endereços históricos. Procurando bem, você também acha points hipsters que os turistas ainda não descobriram. E, apesar de ser um destino urbano, a boa notícia é que a capital está a poucos quilômetros de refúgios com praia e montanha. É só colocar a mochila nas costas, pegar o trem e espairecer. 

atividades

PRINCIPAIS ATRAÇÕES

Pôr do Sol no MAAT - Destaque no Guia de viagem para Lisboa
© Dessy Dimcheva via Unsplash
Tascas Tradicionais em Lisboa
© Clifford via Unsplash

Praça do Comércio e Rua Augusta

São dois clichês, mas nem por isso deixam de ser imperdíveis. É por ali que você vai encontrar o Lisboa Story Centre, que conta a história da cidade, e o Café Martinho da Arcada, onde o poeta Fernando Pessoa batia ponto tempos atrás. Andando mais um pouquinho, encontrará o Arco da Augusta e o Elevador de Santa Justa. 

Museus

Existe museu para todos os gostos em Lisboa. Das galerias de arte, com o Coleção Berardo e o Calouste Gulbenkian, aos que contam um pedacinho da história do país, como o do Fado, o do Azulejo e o da Carris.  Na leva de “recém-inaugurados”, estão os modernos e tecnológicos Museu do Dinheiro e o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia

Bairro dos Descobrimentos

Belém é a região onde você vai riscar vários “obrigatórios” da sua lista. Comece pela Torre de Belém, caminhe pela margem do Tejo e chegue ao imponente Padrão dos Descobrimentos. De lá, dá para seguir na caminhada até o Mosteiro dos Jerónimos e o Museu da Marinha. Termine o dia provando os pastéis de nata mais famosos do mundo

Casas de Fado

Nem todo mundo gosta da ideia, mas não tem como ir embora de Lisboa sem pelo menos dar uma passadinha numa casa de fado. A maioria é 100% montada para turistas, mas algumas fogem à regra e ainda guardam a essência do ritmo português. Procure pela Parreirinha de Alfama, pela Tasca do Chico ou pela Maria da Mouraria.

Lojas e Livrarias

Lisboa não é nenhum paraíso das compras, mas, procurando bem, dá para achar itens selecionados a bons preços. A loja Embaixada ocupa um antigo palacete no Príncipe Real, com peças de roupas e obras de designers contemporâneos. A Vida Portuguesa já resgata um lado bem tradicional da cultura portuguesa. O foco são os produtos retrô, que homenageiam o trabalho artesanal do país. Passando pela Bertrand, você terá a oportunidade de conhecer uma das livrarias mais antigas do mundo. 

Interior do Mercado Time Out na Ribeira - Guia de Viagem Lisboa
© Time Out Divulgação

Mercados e Feiras de rua

O Mercado da Ribeira passou por mudanças e hoje funciona como uma grande praça de alimentação. O Time Out Market reúne dezenas de quiosques, que servem porções menores (e mais baratas) de receitas de chefs renomados. Algo parecido aconteceu com a antiga Companhia de Fiação e Tecidos Lisbonense. Há uns anos, passou por um retrofit e ali hoje funciona a LxFactory, um grande complexo de lojas, restaurantes, bares e escritórios. Se sua praia são os livros, não deixe de conhecer a Feira dos Alfarrabistas, que acontece todo sábado no Chiado. 

Sunset in Cascais - recommended Day Trip from Lisbon
©Ross Helen via Canva Pro

Bate-volta: Sintra ou Cascais

Os bate-voltas a partir de Lisboa já são tão conhecidos que viraram um clássico. Uma vez na capital, vá até a estação Cais do Sodré e pegue o trem. Em mais ou menos 30 minutos, você chegará à litorânea Cascais, com suas praias de água clarinha e seu centrinho histórico charmoso. Se seu objetivo for só dar um mergulho e conhecer a gastronomia local, um dia é suficiente. Se quiser conhecer a cidade com mais calma, vale a esticadinha. Outra opção é seguir viagem até Sintra, que fica a mais ou menos 1 hora de trem a partir de Lisboa. Ela fica na encosta de uma montanha e já serviu de refúgio para grandes autores como Eça de Queiroz e Lord Byron. Não vá embora sem antes conhecer o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena e de provar quitutes locais, como o travesseiro e a queijada de Sintra. Para quem tem pressa, dá para fazer os dois passeios em um dia com um tour privado saindo de Lisboa.

+ Dicas de Coisas para Fazer em Lisboa

Planeje seu roteiro passo-a-passo pela cidade. Confira nossas dicas para um roteiro de 2-3 dias na capital de Portugal.

Reserve Passeios em Lisboa

inspire-se antes da viagem

Vídeo: 'Light of LISBON' via canal Saghrou Tarek

Filmes

Cartaz do filme Trem Noturno para Lisboa

Trem Noturno para Lisboa

Um suspense baseado no livro best-seller de mesmo nome, conta a história de um professor suíço em uma jornada de descoberta por Lisboa.

Livros

Capa do Livro: O Ano da morte de Ricardo Reis

O Ano da Morte de Ricardo Reis

Escrito por José Saramago, o livro narra a volta de um dos heterônimo de Fernando Pessoa á Lisboa.

Vídeos

Vídeo sobre a história do Pastel de Belém

Os Famosos Pastéis de Belém

Conheça a história do doce mais famoso de Portugal neste vídeo do Lisboa Secreta.

Planeje sua próxima viagem

Nota: Alguns links podem ser links afiliados. Se você comprar produtos através deles, nós receberemos uma pequena comissão que apoiará a manutenção do site Food’n Road sem nenhum custo para você.